Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

População do país africano sofre

No aquário da Igreja Apostólica Renascer, os problemas do mundo são solucionados em um passe de mágica, ou melhor, numa campanha de jejum:


Enquanto isto, fora da zona de conforto de quem pode passar o dia jejuando, nações sofrem as consequência de séculos de colonialismos, muitos deles, causados por supostos países cristãos:

População do país africano sofre, há mais de três décadas, a opressão da ocupação promovida pelo reino de Marrocos, apoiado por potências estrangeiras


Dos povos oprimidos, a população do Saara Ocidental talvez seja a mais esquecida do planeta. Poucos sabem que esse país do noroeste da África está ocupado desde 1882. Primeiro, pela Espanha. E, a partir de 1975, pelo Marrocos, que aproveitou a saída das tropas coloniais para impor seu domínio sobre o território saarauí, rico em fosfato, pesca e petróleo. Desde então, os saarauís, reunidos politicamente e militarmente na Frente Polisario, lutam contra as forças marroquinas – apoiadas atualmente pela França –, pela realização de um referendo sobre sua independência e, até, contra um muro de 2.500 quilômetros de extensão. Leia, a seguir, trechos da entrevista com Emiliano Gómez López, presidente da Associação Uruguaia de Amizade com a República Árabe Saarauí Democrática (RASD), que visitou por diversas vezes a nação africana.

Na íntegra leia aqui

Um comentário:

Marcio disse...

Fala Suenio, beleza cabra. Que nojo esse jejum mano...Me dá nauseas.

Related Posts with Thumbnails