Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 15 de agosto de 2010

Uma igreja sob o signo da libertação: Que libertação?

"... não se trata de uma postura de cima para baixo, dando origem ao espírito assistencialista e paternalista, espírito que, a despeito de sua misericórdia, não respeita o pobre porque não lhe reconhece o dinamismo participador, a justiça de suas reivindicações e o direito de suas lutas; mas se trata de uma perspectiva de baixo para cima, valorizando o que é próprio do povo, especialmente seu potencial transformador."

"... faz se mister dizer que a libertação social nunca é meramente social. Ela se constitui em fenômeno humano, carregado de significação, de dignidade e de grandeza humanística. Sempre é grande comprometer-se na luta pela produção de mais humanidade, fraternidade e participação no sentido de que o maior número possível de pessoas sejam sujeitos de seu próprio destino e participem na criação de um destino coletivo. Em terceiro lugar, á luz da fé, este processo histórico-social que se ordena à salvação (ou à perdição), é antecipador e concretizador de dimensões daquilo que na utopia de Jesus Cristo se chamava Reino de Deus. Ele possui, portanto, uma significação transcendente: repercute na eternidade. Neste processo se realiza ou se frutra o desígnio último de Deus, embora o desígnio último tenha também outras dimensões além desta histórico-social. Por isso é que se fala de libertação integral. A fé pode discernir esta dimensão de profundidade; mas não só: ela se constitui em fator de mobilização em favor do compromisso com os oprimidos e por sua libertação. E, por fim, a fé celebra a presença vitoriosa da libertação operada pelos homens na força de Deus, que tudo penetra, e proclama também a plena libertação que já nos foi galardoada, na vida, morte e ressurreição de alguém também oprimido, Jesus Cristo, como sinal de que nossa luta e esperança por uma total libertação não permanece no mero âmbito da utopia. Ela se transforma em ridente [agradável] e completa topia".

Leonardo Boff (1988)
O Caminhar da Igreja com os oprimidos


O evangelho trasforma homens. Homens transformados, transformam o mundo. O mundo transformado, transforma crianças em carvalhos de justiça.



Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails