Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 20 de setembro de 2009

Um bilhão de pessoas vivem abaixo da linha da pobreza

Carcaças de animais retratam seca que castiga o Quênia

A grave seca que atinge o Quênia deixou um rastro de carcaças de gado em um campo em Kitengela, a 50 km da capital, Nairóbi. A estiagem destruiu plantações, matou animais e fez com que milhões de quenianos deixassem suas casas em busca de comida. A capital já enfrenta racionamento de energia.

Mais de um bilhão vivem abaixo da linha da pobreza, diz ONU


12:00 EDT on sexta-feira 18 setembro, 2009

The New York Times

NAÇÕES UNIDAS - Enquanto os economistas nos países desenvolvidos estão cautelosamente apontando para os primeiros sinais de crescimento econômico renovado, a crise financeira mundial está batendo alguns dos trabalhadores pobres em todo o mundo, o Secretário-Geral Ban Ki-moon, disse quinta-feira.

Ele elaborou um relatório à Assembléia Geral, sugerindo que mais de 1,3 bilhão de pessoas vivem abaixo da linha da pobreza, definida como a fatura menos de US $ 1,25 por dia.

Ban reconheceu que não há dados em tempo real para avaliar a extensão do problema. Dados do Banco Mundial sugerem que o número está caindo, mas não tão rapidamente como poderia, que há 50 milhões de pessoas vivem na pobreza, que poderia ter subido para fora se não fosse a crise econômica.

Outras estatísticas preocupantes:

• Cerca de 222 milhões trabalhadores correm o risco de ingressar nas fileiras dos trabalhadores pobres.

• Remessa de fluxos, que atingiu 328 bilhões de dólares em 2008, ocorreu uma queda de 7,3 por cento em 2009, diz o Banco Mundial.

• As taxas de fome estão em todas as regiões do mundo, segundo a Food and Agriculture Organization.

Fonte: The New York Times

2 comentários:

Henrique disse...

Grande Suênio!!! Bom trabalho no blog! Vou ajudar a divulgar! A causa é nobre e urgente! Grande abraço. Saudades.

Marcio disse...

É Suenio, enquanto isso, o Brasil divulga as informações da FGV de 2009 dizendo que 3,8 milhões de brasileiros deixaram de ser pobres em 2008 (http://correio24horas.globo.com/noticias/noticia.asp?codigo=36308&mdl=27). Para os evangélicos de plantão, tudo isso está bem e atrelado ao crescimento da nação cristã no país, mas não podemos nos esquecer da questão global e não somente olhar para o nosso quintal, o que particularmente não está tão favorável como dizem.

Related Posts with Thumbnails