Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 22 de maio de 2010

O Novo Cristianismo

  • O estudo da Bíblia fez com que perdessem de vista idéias positivas e interesses contemporâneos; concedeu a eles uma inclinação pela pesquisa infrutuosa e uma poderosa tendência à metafísica. No norte da Alemanha, berço do protestantismo, a vagueza de idéias e sentimentos predomina nos textos de seus filósofos mais renomados, bem como em seus mais populares romancistas.
  • O estudo da Bíblia encoraja a crença de que é em si mesmo o tipo mais importante de estudo – o que explica a formação de sociedades bíblicas, que distribuem ao público milhares de cópias da Bíblia por ano. Ao invés de usarem suas energias de modo a produzir e propagar uma doutrina apropriada ao presente estágio da civilização, essas sociedades, assim chamadas cristãs, imprimem uma direção enganosa a seus sentimentos filantrópicos, direção essa contrária ao bem-estar público. Crendo que estão contribuindo para o avanço da mentalidade humana, o que de fato prefeririam, se fosse possível, é fazê-la retroceder.

Duas de quatro razões dadas por Saint-Simon (1770-1825), precursor do socialismo, pelas quais o estudo da Bíblia teria se tornado prejudicial para o movimento protestante. Em Nouveau Christianisme (1825), Saint-Simon denuncia como herética e indigna de Cristo toda orientação de cristianismo, seja católica ou protestante, cujo objetivo principal não seja a melhoria das condições de vida das classes mais pobres.

Paulo Brabo - Bacia das Almas


Um comentário:

Josiel Dias disse...

Olá meus irmãos; Graça e Paz.
Muito bom este espaço, muito edificante, Deus continue abençoando.
Aprendendo uns com os outros crescemos na graça e no conhecimento.
Gostaríamos de compartilhar o nosso blog.

"Mensagem edificante para alma"
http://josiel-dias.blogspot.com/

Josiel Dias
Cons.Missionário
Congregacional
Rio de Janeiro

Related Posts with Thumbnails